sexta-feira, 2 de abril de 2010



SÃO MATEUS (13, 1-9)

1. Naquele dia, saiu Jesus e sentou-se à beira do lago.

2. Acertou-se dele, porém, uma tal multidão, que precisou entrar numa barca. Nela assentou, enquanto a multidão ficava à margem.

3. E seus discursos foram uma série de parábolas.

4. Disse ele: Um semeador saiu a semear. E, semeando, parte da semente caiu ao longo do caminho; os pássaros vieram e comeram.

5. Outra parte caiu em solo pedregoso, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque a terra era pouco profunda.

6. Logo, porém, que o sol nasceu, queimou-se, por falta de raízes.

7. Outras sementes caíram entre os espinhos: os espinhos cresceram e as sufocaram.

8. Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um.

9. Aquele que tem ouvidos, ouça.

(Evangelizador do dia Adailto dos Santos (26/03/2010), Sala da Catequese/Matriz/Albufeira)

2 comentários:

Anónimo disse...

"Ninguém tem maior amor do que aquele que dá sua vida pelos que ama" (Jo 15, 13)

Edna Bertelli disse...

Ande esta a minha semente????? ????????????????SENHOR QUE ELA ESTEJA EM UMA TERRA FÉRTIL,PRA EU PODER FAZER A SUA VONTADE EM MINHA VIDA.